Meio Ambiente

VINHEDO ganhará um parque ecológico no Capela

Por: Beatriz Maineti/Especial para a AAN

A Prefeitura de Vinhedo está realizando, no bairro da Capela, próximo ao Rio Capivari, a construção de um parque ecológico. A obra é realizada pela Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo, em parceria com empresas privadas. Apesar de o canteiro de obras já estar instalado no local, ainda não há uma previsão de quando o Parque Ecológico da Capela será entregue. O local, porém, já foi alvo de furtos desde o início dos trabalhos, em meados do ano passado.

Contando com cerca de 75 mil m² de extensão, o parque contará com lagos, pista de caminhada e corrida com pisos intertravados de 1,1 km, academia ao ar livre, parque infantil, quadras poliesportivas, ciclovia, sanitários, praça de alimentação, deck, pergolado e uma fonte interativa. Além das instalações para o entretenimento e prática de esportes da população, o local abrigará também um grupo de escoteiros para que, através das atividades dos jovens, possa ajudar a tomar conta do local.

A Prefeitura informou que o Parque Ecológico será utilizado para a prática de Educação Ambiental e pretende ceder um espaço a uma associação de cultivo de orquídeas, com estrutura para a implantação de um orquidário.
O Parque ainda abrigará o viveiro de mudas da Prefeitura, que atualmente está em uma área na Rua Carolina Von Zuben. Essa mudança, segundo a Prefeitura, reforçará a vegetação do espaço e, além do viveiro, está previsto o plantio de 2 mil mudas de diferentes espécies no local, até março, especialmente frutíferas.
Para o prefeito Jaime Cruz (PSDB), o local será “uma espécie de pulmão de Vinhedo”. “Quando estiver pronto, será o local perfeito para a prática de diversas modalidades esportivas, e também para o descanso e contemplação da natureza”, afirmou.

Conforme determinado pelo prefeito, a obra está sendo viabilizada com recursos municipais e através de parcerias entre o poder público e termos de acordos com empresas privadas.
Parte da terraplanagem e da limpeza do local, feitos em 2017, foi feita pela Prefeitura, e outra parte realizada através de um Termo de Compromisso de Recuperação Ambiental (TCRA) junto a uma empresa privada. Os nomes dos parceiros ainda não estão sendo divulgados.
A etapa atual de obras, que consiste na construção da área administrativa que abrigará o grupo de escoteiros, é parcialmente feita por um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), mediado pelo Ministério Público (MP), entre a prefeitura e uma empresa privada. Além disso, conta também com parte do orçamento municipal destinado a esta etapa da construção.

Expectativa

Apesar de estar em estágio inicial das obras, o Parque Ecológico da Capela traz grandes expectativas aos moradores do bairro. Luiz Paulo Pereira Lima, aposentado de 62 anos, acredita que é um ganho para a cidade. “É uma boa ideia para o bairro, já que vai aumentar a área verde”, afirma. Já para Simone Gonçalvez Von Zuben, esteticista de 30 anos, que não sabia da construção do parque, foi uma boa novidade. “Pode ser muito proveitoso para os moradores, já que vai aumentar a área verde e a área para as crianças poderem brincar”, disse.

Mas, mesmo com pouco tempo de obras, o local já foi alvo de delitos. Ano passado, durante o início do processo de construção, foram furtados do local aproximadamente 30 m² de grama e diversos mourões de cerca. Ainda nesta semana, na madrugada de terça para quarta-feira, assaltantes arrancaram aproximadamente 50 metros de alambrado que já estava instalado para cercar o parque. A Prefeitura lamenta os delitos, e reforça que a população deve, ao notar alguma movimentação estranha próxima ao local, avisar a Guarda Municipal ou a Polícia Militar.

Imagem: César Rodrigues/AAN – O Parque Ecológico será utilizado para a prática de Educação Ambiental.

Mais em: Correio Popular

Mais Acessadas

Início