Jornalismo

RICARDO BOECHAT, jornalista, morre aos 66 anos em queda de helicóptero em SP

Ricardo Boechat: jornalista ganhou três prêmios Esso e atuou em alguns dos principais veículos e canais do Brasil.

Âncora da BandNews FM e do Jornal da Band morreu aos 66 anos após queda de helicóptero em São Paulo nesta segunda-feira(11).

O jornalista e apresentador Ricardo Boechat, que morreu nesta segunda-feira (11) aos 66 anos após a queda de um helicóptero em São Paulo, ganhou três vezes o Prêmio Esso, um dos mais prestigiosos do jornalismo brasileiro, e atuou em alguns dos principais veículos e canais do país. Desde 2006, apresentava o Jornal da Band. Era âncora da BandNews FM e colunista da revista “Istoé”.

Ao longo de 49 anos de carreira, que iniciou no começo da década de 1970, escreveu em jornais como “Diário de Notícias”, onde começou, “O Globo”, “Jornal do Brasil”, “O Estado de S. Paulo” e “O Dia”.

Entre 1996 e 2001, fez parte da equipe do “Bom Dia Brasil”, na TV Globo, com uma coluna diária marcada pelo humor ácido e pela irreverência. Na emissora, também esteve no “Jornal da Globo”. Foi ainda diretor de jornalismo da Band e teve passagem pelo SBT.

Boechat era o recordista de vitórias no Prêmio Comunique-se, com 17 troféus, e o único a ganhar em três categorias diferentes (Âncora de Rádio, Colunista de Notícia e Âncora de TV). Em pesquisa do site Jornalistas & Cia em 2014, que listou cem profissionais do setor, Boechat foi eleito o jornalista mais admirado.

De acordo com o Portal dos Jornalistas, as vitórias no Prêmio Esso foram:

  • categoria Reportagem, em 1989, pela Agência Estado, com Aluizio Maranhão, Suely Caldas e Luiz Guilhermino;
  • categoria Informação Política, em 1992, por sua coluna em “O Globo”, com Rodrigo França;
  • categoria Informação Econômica, em 2001, novamente por sua coluna em “O Globo”, com Chico Otávio e Bernardo de la Peña.

Em 1998, Boechat lançou ainda o livro “Copacabana Palace – Um hotel e sua história” (DBA) – aos 17 anos de idade, havia sido assessor de imprensa do hotel…

Imagem: Divulgação

Mais em: G1

Mais Acessadas

Início