Pedreira

O município teve origem nas terras da Fazenda Grande, de propriedade do coronel João Pedro Godoy Moreira, idealizador do loteamento que ficou conhecido como Terra dos Pedros, em homenagem a seus quatro filhos, todos de nome Pedro.

Além da nomeação, o coronel Moreira conseguiu a instalação de um ramal da Companhia Mogiana de Estradas de Ferro cortando suas terras e a construção, no povoado, de uma estação. Em 17 de junho de 1890, foi erguida uma capela com o nome de Santana das Pedreiras. Todos esses fatos impulsionaram o crescimento do povoado que, em 22 de dezembro de 1890, foi elevado a distrito do município de Amparo, com o nome de Pedreiras. Em 31 de outubro de 1896, obteve sua autonomia política, com a atual denominação.

Em 1914, a implantação de uma fábrica de louças pelos irmãos Ricci transformou a atividade ceramista na principal base para o desenvolvimento do município.

Gestão Cultural e Patrimônio

O órgão responsável pela gestão cultural em Pedreira é a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, Departamento de Cultura. O município possui legislação de proteção ao patrimônio cultural e órgão com jurisdição sobre a proteção desses bens: o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural – CODEPHAC. No município existe um bem tombado pelo Conselho: a casa do Coronel João Pedro de Godoy Moreira, fundador de Pedreira.

Fonte: www.portalculturarmc.agemcamp.sp.gov.br

Início