Meio Ambiente

Mumbai, Índia, bane plásticos: garrafas, sacos, talheres…

Mumbai, Índia, bane garrafas e sacos plásticos, e São Paulo, e outros estados, esperam o quê?

Diversas cidades mundo afora, e alguns países, adotam severas medidas contra o maior inimigo dos oceanos depois da ignorância: o plástico. Quando é que São Paulo, e outras cidades brasileiras, vão acordar? Esperar o quê, para seguir estes exemplos? Agora Mumbai, Índia, bane  plásticos de uso único. Acordem, gestores públicos, vocês já se aproveitaram demais, já roubaram demais, já atrapalharam demais nossa vidas. Chega, pô!

Maior cidade Mumbai, Índia, bane plásticos

Matéria do www.theguardian.com. ”Mumbai tornou-se a maior cidade indiana a proibir plásticos de uso único. Se moradores forem apanhados com sacolas plásticas, copos ou garrafas podem enfrentar penas de até 25.000 rúpias (£ 276) e três meses de prisão. Inspetores do Conselho em jaquetas azuis foram postados em toda a cidade para pegar empresas ou moradores que ainda usam sacolas plásticas. As penalidades já começaram para as empresas. Várias delas, incluindo o McDonald’s e a Starbucks, já foram multadas. As penalidades variam de 5.000 rúpias para infratores pela primeira vez, a 25.000 rúpias e a ameaça de três meses de prisão para aqueles que forem flagrados repetidamente.”

Ei, João Dória Jr. , veja a oportunidade perdida

Nosso ex-prefeito de São Paulo, que se dizia tão moderno, bom gestor, e não político, perdeu uma ótima oportunidade de ser estrela. Perdeu porque ganhou soberba ao se tornar prefeito. E de prático, não fez nada com que pudesse se gabar agora nas eleições. Poderia se inspirar em Mumbai, Índia, bane plásticos, ou outras que já o fizeram. Não só ele, mas todos os prefeitos e governadores, que não fazem senão se aproveitarem dos cargos em benefício próprio, com possíveis exceções que este site não conhece. Porque se conhecesse, reconheceria. Voltaremos ao tema mais adiante, por enquanto, fiquemos com o exemplo da…

Índia, Dia Mundial do Meio Ambiente dedicado à ‘epidemia de plástico’

Mumbai é reflexo do país que está inserida. E este ano, em junho, o governo do país assim se decidiu no dia referido. Porque, “mesmo que o uso de plástico na Índia seja menos da metade da média global, cerca de 11 kg por ano per capita, em comparação com 109 kg nos EUA, são comuns nas ruas das cidades e praias indianas, e fazem parte dos aterros sanitários das montanhas das principais áreas metropolitanas, invólucros de plástico, xícaras e bolsas espalhadas por todos os lados.”

O resultado da decisão governamental no Dia Mundial do Meio Ambiente? Mumbai!

Mude, faça sua parte! pense globalmente, aja localmente

Se o fizer, vai se dar conta de que hoje somos 7.4 bilhões de pessoas; que, segundo a FAO, cada uma produz em média 1,5 kg de lixo por dia, incluso o plástico; o que, se for considerado, demonstra que não há outra forma de ser para a nossa geração: ou pensamos globalmente, e agimos localmente, ou o holocausto virá. Não, não é exagero usar o termo. Saiba que, desde que o plástico foi inventado nos anos 50 do século passado, foram produzidos cerca de 8 bilhões de toneladas do material. Mas apenas 9% foi reciclado!  Onde colocar o resto? E o que ainda virá, se a mesma balada continuar?

Responsabilidade de cada um de nós

Pessoas não egoístas têm algumas opções. Evitar tanto quanto possível o material mas, se usá-lo, e o fará, não existe outro jeito, recicle  sua parte. E além disso, temos outra opção: escolher cuidadosamente nossos gestores. Eleições vêm aí. Antes de votar,  conheça a plataforma de seu candidato que, até a votação, estará na net. Leia com atenção. Escolha de acordo com sua consciência, mas dê preferência àqueles que privilegiem a Educação. O Brasil não tem escolha, ou apoia aperfeiçoar as capacidades intelectuais e morais do povo, ou  continuaremos como ‘promessa’  indefinidamente. Sobre o meio ambiente, se a plataforma de seu candidato não mencionar políticas públicas para os “oceanos” e o “plástico“, não duvide: trata-se de um farsante. Estes dois são o tema mundial faz muito tempo. Não chegaram ao Brasil por vários motivos, entre eles a decadência da grande imprensa; políticos, ou melhor, nossos ‘eunucos morais’ ;  e inação por parte dos formadores de opinião.

Fonte: https://www.theguardian.com/world/2018/jun/25/mumbai-india-bans-plastic-bags-and-bottles.

Tecnologia ajuda oceanos de novo, saiba como

Imagem: Divulgação

Mais em: Mar Sem Fim

Mais Acessadas

Início