Cultura

Maíra Guedes lança EP inédito “Olho de Gato” em show GRATUITO no SESC-Campinas

Show acontece na quinta-feira (29), às 20h30. Com composições inéditas, artista campineira destaca o papel e a visão da mulher na sociedade. Fim de semana tem apresentação do Grupo Chasky e da sambista Bruna Volpi.

A programação da semana do Sesc Campinas começa em ritmo musical. Na quinta-feira (29), às 20h30, a Área de Convivência abre as portas para o show de lançamento do EP Olho de Gato, de Maíra Guedes. A campineira é cantora e compositora e traz ao público um show dançante com músicas urbanas, que misturam os elementos do samba, do jazz, do rap e da salsa. Nessa estética sonora contemporânea, Maíra se destaca com composições autorais que falam sobre o papel e a visão da mulher na sociedade. “Compor faz parte da minha essência e esse trabalho é especial para mim, pois falo o que penso nas composições, em um processo de libertação e de franca expressão. Minha intenção é quebrar estereótipos, mas de uma forma natural, a fim de que as compositoras tenham cada vez mais espaço no cenário musical”, conta a artista.

Olho de Gato é o nome da primeira música do EP e também vai ao encontro do papel feminino. “Assim como o gato, a mulher é intuitiva e tem uma sensibilidade diferente, mais aguçada. Nesse sentido, minha intenção com as composições é mostrar a importância de ouvir o que a mulher escreve. Quero levar ao Sesc toda essa energia e emoção”, afirma.

Na apresentação, Maíra Guedes é acompanhada por um time de peso, composto por Diogo Nazareth, no piano e sintetizadores; Matheus Crippa, no cavaco e violão sete cordas; Ramon Del Pino, no baixo; Guilherme Alves Vieira, na guitarra; Ronaldo Lima, na bateria; Cris Monteiro, na percussão; Fernando Goldenberg, no trompete e na gaita; e Edmar Pereira, no sax alto e tenor. A apresentação é gratuita e tem classificação etária livre.

No sábado (1º/12), às 16h30, o Grupo Chasky se apresenta às 16h30, com a proposta de divulgar a rica cultura latino-americana. O repertório do show traz aos palcos canções e ritmos do folclore andino e brasileiro, proporcionando uma viagem musical que passa por diferentes regiões da América Latina. Ritmos do altiplano, tais como os carnavalitos, huainos, bailecitos, cachimbos, cuecas, sayas e chacarera, dialogam com ritmos brasileiros, entre eles o baião, o boi e a música das bandas de pífanos do nordeste, traçando um elo entre o Equador, a Bolívia, o Peru, o Chile, o México, a Argentina e o Brasil.

“Chaskys eram os mensageiros responsáveis pela comunicação do Império Inca. Corredores velozes, percorriam longas distâncias por todo o altiplano. Os quipus – forma de comunicação por laços e nós – eram levados por uma corrente de mensageiros por regiões do Peru, da Bolívia, do Equador e da Colômbia. A apresentação valoriza a cultura latino-americana por meio dos ritmos festivos, solenes e contemplativos. Do Brasil, o destaque do repertório é Asa Branca, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira”, destaca o músico João Arruda.

Com artistas de diferentes nacionalidades, a banda é formada por Ricardo Julio Manzur (Argentina), na percussão e voz; Pacian Montano (Bolívia), no charango, na harpa e voz; Marcelo Chacur (Brasil), nos sopros e voz; Tilsa Isadora (Peru), nos sopros, no charango e voz e João Arruda (Brasil), no violão, no charango, na percussão e voz. A apresentação é gratuita e acontece no Jardim do Galpão.

No domingo (2/12), às 16h, é a vez do samba invadir o Sesc com apresentação de Bruna Volpi. Dona de uma voz poderosa, a cantora apresenta seu mais recente trabalho Contrariando a Regra, com músicas que refletem as injustiças sociais e dão voz à periferia, à luta e à resistência das mulheres.

No show, a artista mostra sua versatilidade como cantora e passeia por vários ritmos populares brasileiros – além do samba – como xote e ijexá. Uma das canções é justamente a Contrariando a Regra, do grande sambista Chiquinho dos Santos, que deu título ao nome do CD. Gratuito, o show acontece Jardim do Galpão e tem classificação etária livre.

SERVIÇO

Em caso de necessidade operacional ou razão de força maior, horários, datas, locais, entre outros, poderão ser alterados ou cancelados.

Terça-feira (27/11)

Cinema :: CULPA

(Den Skyldige; Dinamarca, 2018; 90’, Direção: Gustav Möller).

Em uma delegacia da Dinamarca, um policial está cuidando das chamadas de emergência da noite. Seu turno está quase no fim. Ele atende a uma ligação de uma mulher sequestrada. Com o telefone como sua única ferramenta, ele logo percebe que está lidando com um crime muito maior do que pensava.

Dia 27/11, terça, às 19h30. Teatro. Grátis. 14 anos.

Retirada de ingressos na Ilha de Atendimento no dia da atividade.

Quarta-feira (28/11)

Dança :: BATE-PAPO DESAFIOS DA CURADORIA EM DANÇA

Aberto ao público, o encontro tem o objetivo de proporcionar trocas e reflexões conjuntas sobre os desafios da curadoria de espetáculos e das atividades formativas que têm a dança como linguagem fundamental.

Dia 28, quarta, às 19h. Teatro. Grátis. Livre.

Retirada de ingressos na Ilha de Atendimento a partir de 2 horas antes da atividade.

Quinta-feira (29/11)

Saúde :: HISTÓRIA DA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA

O pesquisador e gastrônomo Heyttor Barsalini fala dos aspectos antropológicos na alimentação brasileira do século XX, a partir da chegada dos imigrantes europeus, médio orientais e orientais. Alimentos característicos dos espanhóis, chineses, italianos, árabes, alemães e japoneses serão apresentados. A atividade ensinará a fazer um cozido libanês com molho de coalhada fresca.

Dia 29, quinta, às 19h. Jardim do Galpão. Grátis. Livre.

Inscrições na Central de Atendimento do Galpão a partir de 2 horas antes da atividade.

Música :: MAÍRA GUEDES – OLHO DE GATO

A intérprete e compositora Maíra Guedes apresenta seu novo trabalho de instrumentação e sonoridade modernas, evidenciando texturas e timbres que surgem da sintetização do samba de raiz e dos ritmos vertentes do mundo urbano.

Dia 29, quinta, às 20h30. Área de Convivência. Grátis. Livre.

Sexta-feira (30/11)

Literatura :: WORKSHOP COM IVALDO BERTAZZO

A psicomotricidade é um elemento fundamental para compreender o ser humano desde seus primeiros meses de vida. O método Bertazzo propõe aos praticantes rever hábitos e experimentar novas maneiras de preservar e reeducar os movimentos por meio de exercícios com manobras articulares e musculares.

Dia 30, sexta, das 14h às 17h30. Ginásio. Grátis. 18 anos.

Retirada de ingressos na Ilha de Atendimento a partir de 2 horas antes da atividade.

Literatura :: LANÇAMENTO DO LIVRO “FASES DA VIDA”, DE IVALDO BERTAZZO

Publicado pelas Edições Sesc, o livro traz um guia de estímulos para a formação do universo cognitivo, afetivo e intelectual do desenvolvimento psicomotor, da fase intrauterina à adolescência. O autor Ivaldo Bertazzo conversa sobre a obra, indicada para educadores, profissionais da área e público em geral.

Dia 30, sexta, às 20h. Teatro. Grátis. Livre.

Retirada de ingressos na Ilha de Atendimento a partir de 2 horas antes da atividade.

Sábado (1º/12)

Música :: CHASKY

O grupo apresenta diferentes ritmos do altiplano, tais como os carnavalitos, San Juanitos, huainos, chacarera, zamba, entre outros que dialogam com ritmos brasileiros e proporcionam uma viagem musical que passa por diferentes regiões do continente.

Dia 1º/12, sábado, às 16h30. Jardim do Galpão. Grátis. Livre.

Domingo (2/12)

Música :: BRUNA VOLPI

Dona de uma voz poderosa, Bruna Volpi se posiciona como uma grande sambista ao derrubar os estereótipos do gênero. No show, a cantora apresenta o seu novo trabalho “Contrariando a Regra”.

Dia 2/12, domingo, às 16h. Jardim do Galpão. Grátis. Livre.

Imagens: Divulgação

Mais em: SESC-Campinas

Mais Acessadas

Início