Evento

Carlos Gomes pousa em Viracopos

Por: Henrique Hein

O primeiro passo para a campanha que prevê a mudança de nome do Aeroporto Internacional de Viracopos foi dada na manhã da quarta-feira (22), no Centro de Ciências, Letras e Artes, em Campinas. A nova legislação, de número 9.108, foi redigida pelo deputado federal Carlos Sampaio (PSDB), na última terça-feira, em Brasília, e tem como propósito alterar o nome do complexo para Aeroporto Internacional de Viracopos Maestro Carlos Gomes.

O escritor e historiador, Jorge Alves de Lima (foto), da Academia Paulista de História e da Academia Campinense de Letras explicou ao Correio Popular que a mudança do nome do aeroporto depende agora do andamento da proposta de lei que tramita na Câmara dos Deputados.

“Esse não é um projeto de uma pessoa só. É um projeto de todo o conjunto de entidades culturais de Campinas. Nós já tivemos a felicidade do deputado Carlos Sampaio ter sido sensível a nossa causa e ter apresentado o projeto de lei na esfera parlamentar.

Agora, no Congresso, ele vai trabalhar no sentido de aprovar essa lei. Por sua vez, a nossa obrigação é dar sustentação para que ele possa se sentir forte nessa nossa luta lá em Brasília”, comentou.

No evento estiveram presentes ao menos oito instituições culturais da cidade, como, por exemplo, a Academia Campineira de Letras, Ciências e Artes e a Federação Metropolitana Campineira pela Cultura. Ficou definido a criação de uma comissão, que estará incumbida de cuidar da divulgação do projeto de lei para a população. Uma agência publicitária também será contratada para ajudar no caso. “Nós apenas vamos fazer justiça, porque essa cidade ainda não deu o devido valor que esse homem merece. Ele foi e ainda é o grande nome de Campinas. É uma figura importantíssima no cenário nacional e internacional. E quando você vai às ruas, percebe que muita gente sequer sabe quem ele é de fato”, comentou Marcos Garcia, presidente do Museu de Arte Moderna de Campinas.

Imagem: Leandro Ferreira/AAN

Viracopos fechou os primeiros nove meses deste ano com crescimento efetivo na movimentação de cargas e de passageiros em relação a 2016

Mais em: Correio Popular

Mais Acessadas

Início