Arte

BARÃO GERALDO: Multiartista Mauro Braga estreia na sexta(30) espetáculo no Casarão

O multiartista Mauro Braga estreia o solo Das Alturas de Mim Mesmo, no Centro Cultural Casarão, nesta sexta, 30 de novembro, com apresentação também no sábado, 1º de dezembro, sempre às 20h. A entrada é GRATUITA.

O acorde inicial do solo, que mistura na mesma partitura música, teatro, dança, poesia e circo, foi proposto pelo exercício da Autonomia Criativa, método desenvolvido pela diretora Lu Lopes. “Tivemos um intenso processo inicial escrevendo juntos os textos autorais, unindo linguagens artísticas como o circo e a música para representar o conteúdo lírico. Com uma presença de espírito admirável, esse artista dedicou-se a desenvolver novas habilidades corporais, novos caminhos criativos e, como consequência, produz uma novidade original em sua trajetória artística”, conta a diretora Lu Lopes.

Para chegar ao tom de autobiografia imaginária, o artista teve de revisitar cenas de um passado artístico e pessoal. A fim de alinhavar as cenas da memória revisitada, Mauro lançou mão de sua habilidade como músico. Para tanto, compôs duas canções para o violoncelo batizadas de Das Alturas de Mim Mesmo e A Borboleta ou O Vômito Ancestral, que são executadas ao vivo pelo músico.

Na mesma linha criativa, a herança do universo circense na vida de Mauro, que há anos deu vida ao Palhaço Azevedo, aparece em dois momentos do espetáculo. Num primeiro, a partir de um jogo com a plateia com sabor bem-humorado e, no outro, pelo uso misterioso de uma bola. “A obra brinca com o riso e o risco, elementos fundamentais ao universo do circo. Utilizando uma bola de equilíbrio faço do simples ato de caminhar um desafio e me proponho ao risco de tocar um violoncelo sobre a bola. Jogando com energias sutis do palhaço, crio pontes afetivas com um olhar sutil e acolhedor. Apresento a técnica e a virtuose sem sobrepor a presença e a relação com o outro”, conclui.

Contemplado pelo Fundo de Investimentos Culturais de Campinas (FICC), na categoria Produção e Circulação de Espetáculo Inédito, o solo passará, além do Centro Cultural Casarão, por outros espaços culturais da cidade até fevereiro do ano que vem, entre os quais CEU no Jardim Florence; Sala dos Toninhos, na Estação Cultura; e Centro Cultural Maria Monteiro, na Vila Padre Anchieta.

O artista

Bacharel em Música Popular pela Unicamp, o violoncelista Mauro Braga se formou sob a orientação do professor e músico Dimos Goudaroulis (Grécia/Brasil). Entre 1999 e 2009, participou da Orquestra Oficina de Cordas, sob a direção de Tibô Delor. Integrou o quarteto de cordas Carcoarco. Entre 2002 e 2012, integrou a companhia cênico-circense ParaladosanjoS, de quem até hoje é parceiro e colaborador.

Em 2015, criou a Cia Oruã, que passou a ser a “casa” de seus trabalhos artísticos, com destaque para Canção do Beco, intervenção urbana convidada a participar de diversos festivais no Brasil e México (Festival Internacional de Circo e Chow/Guadalajara); Azevedo Pão e Leite, uma canção inteligente, espetáculo de palhaço musical com direção do mestre Teófanes Silveira (Palhaço Biribinha); e Trio mas non Troppo, recital cênico para crianças de todas as idades, que teve estreia no projeto Concertinhos, no Sesc Vila Mariana (SP), em 2017.

Por meio do contato com o teatro e o circo, tornou-se ator e palhaço, tendo como principais mestres Adelvane Néia (Humatriz Teatro), Leris Colombaioni (Itália), Ricardo Puccetti (Lume Teatro), Esio Magalhães (Barracão Teatro), Teófanes Silveira (Palhaço Biribinha), entre outros. Somam-se à experiência na cena a criação e a execução de trilhas sonoras e canções originais para documentários e espetáculos teatrais e de dança assinados por grupos reconhecidos da cena como Lume Teatro, Grupo Matula e Boa Companhia. Por sinal, já teve algumas dessas composições premiadas em festivais.

Ficha Técnica

Criação e Atuação| Mauro Braga

Criação (Autonomia Criativa) e Direção | Lu Lopes

Orientação em Dança | Doug Style e Niel Braga

Orientação Acrobática | Alex Brede Cia do Circo

Cenário e Figurino | Lu Lopes e Mauro Braga

Cenotécnico | Gabriel Mayumã

Criação de Luz | Érico Damineli e Lu Lopes

Técnico de Som e Iluminação | Érico Damineli

Trilha Sonora Original | Mauro Braga

Trilha Sonora | “Manaíra” e “Carinhosa” (E. Gramani) com grupo CARCOARCO

SERVIÇO

Solo Das Alturas de Mim Mesmo, de Mauro Braga

Quando: Sexta (30/11) e sábado (1º/12), às 20h

Onde: Centro Cultural Casarão (Rua Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/nº, Terras do Barão, Barão Geraldo, em Campinas)

Entrada GRATUITA.

Classificação etária: 12 anos.

Imagem: Divulgação – Mauro Braga / Das Alturas de Mim Mesmo, na sexta e no sábado, com entrada gratuita.

Mais em: Campinas

Mais Acessadas

Início