Turismo

ATIBAIA/SP: Mais perto do céu

Por: Katia Camargo

Atibaia, município localizado a 56 quilômetros de Campinas, atrai visitantes do Brasil e de fora por conta de sua beleza natural e clima privilegiado. O cartão-postal da cidade é a Pedra Grande, de onde se aprecia ou pratica vôos de asa-delta, paraglider, escalada, rapel e trilha. Com 1.400 metros de altitude, dá a oportunidade ao visitante de sentir a brisa constante no rosto e ter a sensação de estar mais perto do céu. Para quem quiser fazer o percurso de carro até a Pedra Grande, não é preciso entrar na cidade. Basta chegar ao quilômetro 65 da D. Pedro I e encontrar as placas indicando o caminho, que conta com mais 10 quilômetros de estrada de terra. O percurso exige cautela por parte do motorista, em razão das curvas fechadas e buracos.

Para quem gosta de trilhas, há três que partem do bairro Arco-Íris, localizado em frente ao campo de pouso de asa-delta (Rua Jacomo Antônio Silva, s/nº): a Minha Deusa, com 2,4 quilômetros de extensão; a Mangueira, com 2,6 quilômetros, e a dos Monges, considerada a mais bela das três, com 3 quilômetros. É necessário levar água para não passar sede, já que não tem como comprar no caminho.

Atibaia reserva ainda outras boas surpresas. Com clima temperado e temperatura média de 19 graus, foi considerada pela Unesco o local com o segundo melhor clima do mundo, perdendo apenas para a Suíça. A cidade também é conhecida como a capital das flores e do morango, pois exporta a fruta para diversos países do mundo.

As ruas do Centro ainda são calçadas, em sua maioria, com paralelepípedos, dando ao município um ar interiorano e acolhedor. Uma das curiosidades que essa área revela é a construção das duas principais igrejas, ligadas pela Rua José de Lucas. A do Rosário, na Praça Guilherme Gonçalves, datada de 1763, foi construída pelos escravos que foram impedidos de frequentar a Igreja São João Batista, na Praça Claudino Alves, matriz da cidade. Entre os tesouros arquitetônicos e artísticos que a São João Batista guarda estão as imagens barrocas e um grandioso painel pintado por Benedito Calixto em 1911.

Vale a pena passar também pelo Casarão Júlia Ferraz, na Praça Claudino Alves, que comercializa famosos doces caseiros. Lá é possível encontrar variedades de doces de abóbora, cocadas, figos cristalizados, batata-roxa e outros. Fica difícil resistir e escolher qual deles saborear primeiro. Essa tradição adocicada tem pelo menos 50 anos.

O espaço foi construído em 1776 e é todo em taipa de pilão. Trata-se da única construção residencial histórica preservada na cidade e que foi tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat), em 1975.

Parques públicos

Um dos parques públicos do município tem área de 38,7 mil m². Conta com lago, com patos e gansos, ideal para passear de pedalinho, jardim japonês e uma extensa área verde com balanços, gangorras e escorregadores. Nesse espaço funciona também o Museu de História Natural e o Salão do Artesão. O local sedia os três maiores eventos realizados na cidade: a Festa de Flores e Morangos, a Festa do Pêssego e a Festa da Uva. O Parque está localizado na Avenida Horácio Netto, 1030, e fica aberto à visitação todos os dias, das 9h às 18h.

DESTAQUES

Para apreciar Atibaia de cima, a cidade inaugurou em 2008 um teleférico que liga o Lago do Major à parte alta do município. O percurso de 550 metros passa sobre o lago, o balneário e um espelho d’água.

É possível ainda ter uma vista privilegiada do morro da Pedra Grande.

Não há como não se encantar com a beleza dos grandes lírios vermelhos e laranjas que se espalham por toda a extensão da Pedra Grande. Nessa época do ano, o colorido contrasta com o cinza da pedra e o azul do céu, proporcionando um visual indescritível.

Imagem: Divulgação

Mais em: Correio Popular

Mais Acessadas

Início