Cinema

Abertas as inscrições para chamada pública que vai investir R$ 100 mi na produção de cinema independente

O concurso “Produção para Cinema 2018”, que investirá R$ 100 milhões do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), está com inscrições abertas a partir desta quarta (21). O edital publicado pela Agência Nacional do Cinema (Ancine), vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), integra a segunda etapa do programa #audiovisualgerafuturo, lançado este mês pelo ministro Sérgio Sá Leitão. O prazo para as inscrições termina no dia 3 de maio de 2018.

Para a chamada pública, serão selecionadas propostas de produção independente de longas-metragens com destinação inicial a salas de exibição, sendo tal seleção realizada em duas modalidades (A e B). A Modalidade A é voltada a projetos de longa-metragem de ficção, documentário e animação, sem distinção de objetivos comerciais ou artísticos. Já a Modalidade B é voltada a projetos de longa-metragem de ficção, documentário e animação com ênfase em projetos de perfil autoral e propósitos artísticos evidentes.

Dos R$ 100 milhões reservados para o edital, R$ 60 milhões são para a modalidade A. Como inovação, a chamada pública traz o aumento do teto por projeto. Os longas de ficção e animação terão limite máximo de R$ 6 milhões por projeto e os documentários, de R$ 1,5 milhão por obra. Já para a modalidade B, serão destinados R$ 40 milhões, observados os limites de investimento de R$ 3 milhões para ficção e animação e R$ 1 milhão para documentário.

Nas duas modalidades serão aplicados os indutores regionais: no mínimo 30% dos recursos para projetos de produtoras independentes sediadas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste; e no mínimo 10% dos recursos para projetos audiovisuais da região Sul ou dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

O mérito dos projetos será analisado por dois pareceristas externos, credenciados por edital. A aferição dos critérios objetivos será feita por servidores da Ancine a partir de parâmetros definidos pelo Comitê Gestor do FSA.

A primeira etapa do programa #audiovisualgerafuturo foi lançado no início de fevereiro, em Brasília. Na ocasião, o Ministério da Cultura, por meio da Secretaria do Audiovisual (SAv), disponibilizou R$ 80 milhões para cerca de 250 projetos, voltados ao desenvolvimento, produção e difusão. Foi o maior pacote de editais já lançado pelo MinC no setor audiovisual em termos de volume de recursos e de projetos, um marco na inclusão social de segmentos da população que normalmente não estão contemplados.

A segunda fase do programa, lançada com a Ancine, prevê investimentos de R$ 471 milhões na indústria audiovisual brasileira. As novas chamadas públicas trazem mudanças importantes nas operações do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) geridas pela Ancine, garantindo mais agilidade e transparência aos processos.

Inscrições

Os interessados na chamada pública deverão preencher e finalizar a inscrição eletrônica específica para este processo de seleção, disponível no Sistema FSA/BRDE, apresentando os documentos previstos no Anexo I do edital.

Imagem: Divulgação

Mais em: Ministério da Cultura – MinC

Mais Acessadas

Início