Meio Ambiente

Aberta temporada da florada do ipê-branco

É impossível não notar. O belíssimo ipê-branco se destaca na agressiva paisagem urbana. A árvore resgata um pouquinho da paz do campo. Talvez por isso ela seja tão amada por quem vive na cidade. É ideal para parques públicos e praças.

Há árvores da espécie espalhadas pelas calçadas também. Até a Prefeitura distribui sementes para o cidadão interessado em cultivar. Mas é preciso atenção. As raízes são profundas. Se não houver uma área útil adequada, a planta pode arrebentar calçadas e dar prejuízo.

A dica é do engenheiro agrônomo Vinícius Menegale, da Secretaria do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Ele aconselha que, antes de buscar mudas, o cidadão entre no site da Prefeitura (campinas.sp.gov.br) e confira, no link da secretaria, quais são as espécies adequadas no guia de arborização urbana. O contato também pode ser feito pelo telefone (19) 2116- 0155.

Noiva

Quem circulou neste começo de semana por avenidas da região central ou por parques públicos, como a Lagoa do Taquaral e o Ecológico, viu como o ipê-branco deixa Campinas mais bonita.

A espécie mede entre 7 E 16 metros de altura. Pertence à família Bignoniaceae, e floresce geralmente entre os meses de agosto e outubro, podendo antecipar ou prolongar a florada devido a fatores climáticos.

Trata-se de uma espécie nativa dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás. E vai uma informação importante: a florada dura muito pouco. Menos de uma semana. As espécies de outras cores (roxo ou amarelo, por exemplo), duram o dobro.

Então, a florada branca é mais rara. E, por isso mesmo, mais amada. O ipê-branco é considerado uma noiva. Passa o ano todo se preparando para surgir de branco, em uma festa que acaba rápido. Por isso, quem passa pela árvore florida precisa fotografar, no mesmo instante. Até outubro a florada poderá ser notada.

Mas nem só de flores vive a espécie. A madeira, macia e de superfície lustrosa, é usada para acabamentos internos. E a espécie não corre o menor risco de extinção. A produção anual de sementes é enorme, e elas são dispersas pelo vento.

Valor paisagístico

Ipê significa árvores de casa grossa no tupi-guarani. Típica do cerrado, a espécie tem tronco tortuoso. As flores são em forma de trompete e as pétalas muito brancas. É uma árvore de excelência para uso paisagístico. À medida que cresce, a muda raquítica adquire porte e elegância, com copa piramidal e cheia.

Para se desenvolver bem, o ipê-branco só precisa de local ensolarado. Nem é exigente quanto à fertilidade da terra. Só não gosta de solo encharcado. Depois de estabelecida, a espécie é resistente à seca. Assim, só exige boa irrigação no primeiro ano.

Plantar o ipê é muito fácil: basta colher a semente quando a vagem inicia a própria abertura natural. A germinação é rápida e dura 20 dias.

Imagem: Matheus Pereira/Especial para AAN – Considerada a noiva, árvore desperta a atenção em vários cantos.

Mais em: Correio Popular

Mais Acessadas

Início