Jardinagem / Paisagismo

21 ª Exposição Nacional de Orquídeas em Campinas – Novembro / 2018 – Dias 24 e 25

A  ASSOCIAÇÃO  CAMPINEIRA DE ORQUIDÓFILOS – ACO  realiza a Exposição Nacional Anual de Orquideas nos dias 24 e 25 de novembro de 2018,  aberta ao publico em geral, no Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas, à rua Camargo Paes, 118 – Jardim Guanabara.

O objetivo é apoiar, estimular, desenvolver e difundir a orquidofilia e a orquidicultura, participam da exposição associações de cidades da região e de outros estados. Estima-se um público de quinze mil visitantes nos dias do  evento.

A entrada é gratuita assim como o curso de cultivo de orquídeas que será ministrado no sábado, um às 09:30h e outro às 14:00h.

A ACO é associada da Coordenadoria das Associações Orquidófilas do Brasil (CAOB), orgão que congrega as principais associações nacionais. Além de promover a sua exposição nacional, a ACO participa de cerca de 20 exposições por ano em cidades da região e em outros estados.

Os associados se reúnem para exporem suas plantas, trocarem mudas e discutirem problemas relacionados ao cultivo no terceiro domingo do mês. A Associação Campineira de Orquidófilos-ACO  ainda promove cursos, palestras, excursões, além de publicar um boletim mensal. Atualmente conta com associados, que desempenham as mais variadas  atividades  e de todas as faixas etárias.

Fundada em 1997 .- Entidade civil,  sem fins lucrativos

25/02/1999, Declarada de Utilidade Pública pela Lei Municipal  9.986.

28/06/2017 a Lei Municipal  15.447 inclui a Exposição Nacional de Orquídeas no calendário oficial do Município de Campinas.

Reunião  mensal  aberta ao público

Todo terceiro domingo do mês, das 09:00h às 12:00 horas – Bosque dos Italianos  na Praça      Samuel Wainer , rua Tenente Haraldo Egídio de S. Santos, Castelo – Campinas / SP.

Programação da Exposição

Entrada FRANCA

Estarão expostas aproximadamente mil  espécies de orquídeas

23/11 – sexta-feira: Nesse dia acontece o julgamento das plantas pelos juízes da CAOB.

Somente vendas, não aberto a visitação da exposição.

 

24/11 – sábado: Visitação da exposição e vendas :  09:00h às 20:00h.

Curso sobre cultivo de orquídeas – 09:30h e 14:00h

 

25/11 – domingo:   Visitação da exposição e vendas:  09:00h às 17:00h

Hoje existem mais de 35.000 espécies de orquídeas espalhadas pelos quatro cantos do mundo. Campinas pretende receber por volta de 1.000 espécies trazidas pelos expositores, sócios de entidades de outras cidades e estados.

Todas as plantas são julgadas uma a uma por árbitros convidados e capacitados pela CAOB (Coordenadoria das Associações de Orquidófilos do Brasil) da qual a Associação Campineira de Orquidófilos é afiliada. Dentre as  categorias de Orquídeas na exposição de Campinas, são escolhidas aquelas que irão compor o pódio na classificação 1, 2 e 3 de cada categoria.  Entre os critérios constam a beleza, a quantidade e perfeição de cada planta.

Todas as orquídeas  em exposição são de colecionadores e não são comercializadas, mas existe uma parte separada do evento que é composta por sete vendedores, produtores de orquídeas, mais um vendedor de insumos (substrato, adubo, etc).

Cada orquídea tem uma época do ano para florescer e em novembro a princesinha é a Laelia purpurata  que significa Lélia vestida de púrpura.  Espécie brasileira endêmica das regiões litorâneas da mata atlântica. Encontrada principalmente em Santa Catarina, onde sua flor é considerada símbolo do estado. Espécie epífita (em árvores) e mais comum sendo cultivada em vasos. Suas flores de coloração branca e púrpura são muito apreciadas. A espécie pode ser muito bem cultivada na nossa região.

Os cuidados com as orquídeas variam de uma espécie para outra e podem ser colecionadas até mesmo em apartamento desde que se escolha o tipo adequado para o local. Existe quem cultive as microorquídeas que pode ser preciso até de uma lupa para enxergar a flor e outros preferem as maiores ou determinada espécie. Todas são lindas dentro de sua espécie, formato  e cores.

O preço da orquídea tornou-se acessível no mercado devido a produção em laboratório através da clonagem que dá total perfeição à  planta clonada. Existe também a produção por sementeira. Com essas técnicas de perpetuação, pode-se salvar orquídeas que estão em extinção na natureza.

Curiosidade :  

– dentre os orquidófilos a maioria é composta de homens o que contradiz o pensamento da população.

– A paixão pelas orquídeas tanto pode gerar grandes colecionadores e comerciantes, como pequenos hobistas.

Imagem: Divulgação – Foto/LucyRibeiro

Mais em: ACO – Associação Campineira de Orquidófilos

Mais Acessadas

Início